Maria José Alves da Silva, de 40 anos, foi morta asfixiada — Foto: Arquivo pessoal

Por Suelen Alencar, G1 MT

O ex-marido suspeito de matar Maria José Alves da Silva, de 40 anos, depois de marcar um encontro para assinar o divórcio foi preso pela Polícia Militar durante uma ação após furto de celulares na cidade de Primavera do Leste (MT).

O ex-marido de Maria, Valdir Carreiro da Silva Filho, estava com outros três suspeitos, numa calçada após furtarem o celular de morador da região central de Primavera. No momento da abordagem os policiais do 14º Batalhão da Polícia Militar constataram que o suspeito tinha mandado de prisão em aberto por homicídio. A prisão foi na segunda-feira (1º).

Familiares disseram que Maria procurou o ex-marido para a separação e disse para “cada um seguir a sua vida”, mas depois de assinar os papéis do divórcio o suspeito matou a vítima.

A Polícia Civil de Nova Marilândia começou a investigar o caso depois que a família denunciou o sumiço de Maria. O corpo dela foi encontrado dias depois em um lago. O carro dela foi roubado e deixado em outra cidade, na região de Nova Mutum.

Após ser preso na ocorrência em Primavera o suspeito foi encaminhado à delegacia de polícia da cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui