Sargento, identificado como Ronaldo Henrique de Amorim Neves, foi preso nessa quarta-feira (24) — Foto: Divulgação

Por G1 MT

O sargento da Polícia Militar Ronaldo Henrique de Amorim Neves, de 37 anos, foi preso nessa quarta-feira (24), em uma unidade militar à qual pertence, em cumprimento a um mandado de prisão decretado pela Vara da Violência Doméstica de Várzea Grande, região metropolitana da capital.

Ele é suspeito de atirar na ex-mulher por não aceitar o fim do relacionamento deles no dia 11 de novembro do ano passado. De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a tentativa de feminicídio ocorreu no Residencial Celestino Henrique Pereira.

Em nota, a PM afirmou que o sargento em questão teve a prisão preventiva decretada pela Vara de Violência Doméstica de Várzea Grande. O mandado de prisão foi cumprido ontem (24) por uma equipe da Patrulha Maria da Penha, do 2º Comando Regional da Polícia Militar, com apoio de equipes da Academia de Polícia Militar e da Delegacia Especializada da Defesa da Mulher de Várzea Grande.

Na esfera militar, a Corregedoria da PM instaurou Inquérito Policial Militar para apurar a conduta do policial. Esse procedimento já foi concluído e encaminhado à Justiça, também com pedido de prisão preventiva.

O policial encontra-se preso em Várzea Grande, uma unidade militar, à disposição da Justiça, conforme previsão legal.

O cumprimento foi realizado por uma equipe da Patrulha Maria da Penha, da PM de Várzea Grande, em apoio à Delegacia da Mulher.

O militar foi conduzido à Central de Flagrantes, acompanhado por uma advogada, onde foi formalizado o cumprimento da ordem judicial.

O inquérito sobre a tentativa de feminicídio praticada contra a ex-mulher do sargento foi concluído pela delegada Mariel Antonini Dias, titular da DEDM de Várzea Grande. Ele foi indiciado por tentativa de feminicídio e o inquérito remetido à Justiça.

A arma utilizada no crime foi apreendida e remetida para exame de confronto balístico.

Segundo a PM, a vítima, de 31 anos, foi encontrada ferida baleada na rua. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamada e a socorreu.

Amorim trabalha na academia da PM no bairro Costa Verde, em Várzea Grande.

Testemunhas contaram à polícia que o sargento foi até a casa da vítima para tentar reatar o relacionamento. No entanto, a ex-mulher deixou claro que não queria voltar com ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui