Avenida Brasil com toque de recolher

O cumprimento das medidas de enfrentamento à Covid-19 e a união de todos os setores de segurança pública, bem como prefeitura e câmara municipal no intuito de garantir que as determinações contidas no decreto estadual n° 836/2021 e no decreto municipal 105/2021 sejam respeitadas, fizeram com que as ruas de Tangará da Serra fiquem praticamente “desertas” nesse período de quarentena (Veja o vídeo abaixo).

Ao tomarem medidas mais drásticas em relação ao enfrentamento à pandemia, o prefeito da cidade, Vander Masson (PSDB) e o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), justificaram os dados epidemiológicos que indicavam naquele momento que a taxa de ocupação de leitos públicos de UTI no estado estava em 87,95% e em Tangará da Serra em 84,62%.

Dentre as medidas anunciadas está a proibição de todas as atividades econômicas das 19h às 5h de segunda à sexta. Aos sábados e domingos, a proibição será após o meio-dia. A exceção fica por conta das farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia e telefone.

O toque de recolher foi adotado a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação injustificada. Desde a terça-feira, 02, Polícia Militar e Fiscalização do Município estão atuando nas ruas da cidade para evitar aglomerações. Desde a última quarta-feira, 03, o setor de segurança pública está atuando de forma mais enfática, com a possibilidade de aplicação de multa no valor de R$ 500 para as pessoas físicas que descumprirem as medidas e multa de R$ 10 mil para as pessoas jurídicas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui