Os vereadores aprovaram na terça-feira (06), na 12ª Sessão Ordinária, o Projeto de Lei nº 22/2021 encaminhado pelo Executivo que libera recursos de R$ 9.373,187, 13 milhões para custear despesas da Secretaria Municipal de Educação. A proposta que abre Crédito Adicional Especial visa utilizar a reserva financeira.

Os recursos serão utilizados para, “aquisição de gêneros alimentícios destinados a merenda escolar, manutenção do transporte escolar, manutenção da Educação Básica (salário educação), ampliação do Centro Municipal de Ensino José Nodari, reforma e ampliação dos centros municipais de ensino Jesu Pimenta de Sousa e João Maria do Nascimento, bem como atender demandas quanto à manutenção dos centros municipais de ensino”.

Conforme o texto, os recursos são provenientes de verbas Federais e Estaduais. Votado em Discussão Única, o projeto recebeu pareceres favoráveis das comissões de Finanças/Orçamento; Legislação/Justiça; Educação/Esportes, e foi aprovado por unanimidade (12 votos favoráveis). A Lei entra em vigor, após ser sancionada pelo prefeito Vander Masson (PSDB), e ter o conteúdo publicado.

Larissa Grella/Assessoria de Imprensa