José Pereira Neto foi morto na madrugada desta sexta ao fazer a segurança de seu estabelecimento

José Pereira Neto, que completou quinta-feira, 11, 81 anos de idade, foi brutalmente assassinado na madrugada desta sexta-feira, 12, no estabelecimento onde comercializava plantas medicinais, localizado na Rua 26, em Tangará da Serra.

De acordo com as informações repassadas pela polícia, José passou a dormir no estabelecimento após ser vítima de constantes furtos que aconteciam na residência utilizada para a comercialização das ervas naturais.

“Recebemos a informação pela funcionária que trabalha com ele, que ao chegar para trabalhar observou o corpo do senhor ao solo, na área, no entorno do estabelecimento. Ela ligou 190, nos deslocamos com duas guarnições e ao constatarmos o fato acionamos o SAMU que se fez presente com o médico, que verificou que já estava em óbito”, descreveu a polícia.

O médico que atendeu a ocorrência acredita que a morte de José teria ocorrido por volta das 2h30. “A Polícia Civil foi acionada juntamente com a Politec que deu início aos trabalhos. Podemos observar que o senhor estava com escoriações nas pernas e amarrado. Foi feito o isolamento do local, a Polícia Civil juntamente com a perícia técnica está levantando como pode ter ocorrido o desenrolar dos fatos”, completou a polícia.

“Ele não residia no local, porém, já tinha sido vítima de furto, inclusive já tinha realizado boletim de ocorrência e para fazer a segurança do local estava pernoitando no estabelecimento”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui