Duas pessoas envolvidas nos crimes de tortura, homicídio e ocultação de cadáver ocorridos no município de Arenápolis foram presas pela Polícia Civil, na segunda-feira (02.11). Outras duas pessoas também envolvidas nos crimes foram identificadas pela polícia e estão foragidas.

O crime que vitimou Márcio Andreotti, de 33 anos, ocorreu no sábado (31.10), sendo o corpo da vítima localizado na segunda-feira (02.11), em uma região de mata na estrada de Nortelândia.

As investigações iniciaram após a Polícia Civil ser acionada sobre o desaparecimento da vítima, que possivelmente teria sido assassinada. A vítima estava em uma boate da cidade, quando foi abordada por um dos suspeitos que o retirou do local.

Durante as diligências, os policiais identificaram envolvidos no crime e a residência onde teria ocorrido o fato. No local, foram encontradas manchas de sangue nas paredes da sala e no sofá. Dentro do guarda-roupas foram localizados seis dentes humanos, três deles teriam sido arrancados da vítima durante tortura.

Dois dos suspeitos foram detidos, sendo identificado o envolvimento na ocultação do corpo. Em depoimento, eles contaram que a vítima foi torturada e depois morta, durante um “salve” que sofreu por ter se relacionado com a esposa de um dos autores do crime, que encontra-se foragido.

Segundo o delegado de Arenápolis, Marcello Henrique Maidame, quatro pessoas já tiveram a participação identificada no crime, sendo representada pela prisão preventiva de todos os envolvidos.

Com informações da Assessoria da PJC

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui