Por Flávia Borges, G1 MT

Ele foi diagnosticado com o novo coronavírus e estava em tratamento em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital particular de Cuiabá.

Nas redes sociais, o deputado estadual Thiago Silva (MDB) lamentou a morte do pastor.

“É com tristeza que lamento o falecimento do meu pastor Eli Alves da Silva da Igreja Assembleia de Deus do Conjunto São José. O pastor Eli dedicou a sua vida a obra de Deus e ao fortalecimento dos trabalhos de evangelização da igreja em Rondonópolis, sendo um grande exemplo de fé e amor ao próximo. Como membro da Igreja Assembleia, peço a Deus o conforto aos familiares e prestamos as nossas sinceras condolências neste momento de dor”, disse o parlamentar.

Em julho do ano passado, os pastores Rubens Siro de Souza, de 68 anos, e o pai dele, Sebastião Rodrigues de Souza, de 89 anos, também morreram vítimas da Covid-19 em Cuiabá.

Rubens era vice-presidente da Convenção dos Ministros das Assembleia de Deus (COMADEMAT).

Também em julho, o pastor José Damaceno de Castro, de 60 anos, de Nobres, foi diagnosticado com a doença e não resistiu.

Em agosto, morreu o pastor Beneamito Borges de Moraes Camargo, conhecido como pastor Camargo, também com Covid-19, em Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá.

Ainda em agosto, o pastor José Ponço Filho, de 75 anos, da Igreja Assembleia de Deus de Juína, a 737 km de Cuiabá, morreu em decorrência da Covid-19.

No mesmo mês, um pastor da Assembleia de Deus de Sorriso, no norte do estado, morreu em decorrência da Covid-19. Francisco Cichoski estava internado no Hospital Universitário Júlio Müller, em Cuiabá, desde o dia 25 de junho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui