Imunização teve início na quarta-feira com a chegada de novo lote da vacina contra a Covid-19

Juína News

Reprodução internet

Com a chegada de 200 doses da vacina Coronovac, o grupo de idosos acima de 90 anos de idade da cidade de Juína está sendo contemplado com a primeira dose da vacinação que imuniza contra a Covid-19.

Veronica Pickler, enfermeira e coordenadora do sistema de imunização falou sobre o cronograma que vem sendo seguido conforme normas do ministério da saúde, e que na quarta-feira dia em que chegou o novo lote da vacina, a imunização dos idosos começou a ser realizada, onde o percentual de pessoas a serem vacinadas são de aproximadamente 126 idosos.

A profissional ressaltou que a demanda ainda não atingiu 50% dos idosos devido ao fato de muitos moraram em locais distantes, e a vacina está sendo aplicada a domicilio, tanto na zona urbana, quanto na zona rural, porém há uma garantia que todos receberão a primeira dose da vacina, onde uma equipe especializada vem fazendo o trabalho de forma gradativa e cautelosa, pois cada frasco da vacina, contem 10 doses que quando aberta, tem um prazo estipulado para ser usada a fim de que não perca a validade e eficácia da vacina.

A enfermeira pediu ainda para que os familiares dos idosos acima de 90 anos que não foram vacinados ainda, que procure a Unidade Básica de Saúde (UBS), mais próxima de suas casas e faça um cadastro com nome da rua, idade do familiar a ser vacinado e um número de telefone para melhor manter o contato, e ressaltou que os demais grupos de idosos serão atendidos de forma gradativa e decrescente conforme a demanda exige.

Durante os primeiros dias da vacinação, apenas uma pessoa se recusou a tomar a dose da vacina, sendo então assinado um termo juntamente com um dos familiares constando que não deseja receber a dose da vacina, uma vez que a mesma não é obrigatória ainda no Brasil.

Sobre as reações causadas pela vacina, a enfermeira Veronica enfatizou que várias pessoas que foram vacinadas, poucas apresentaram sintomas leves, como já era prescrito pelo ministério da saúde, sendo que um dos principais sintomas são dores no local onde se aplicou a vacina, porém, as equipes de saúde responsável estão sempre atentas para quaisquer casos de alteração que venha acontecer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui