Sergio Roberto / Enfoque Business  Por DS

O projeto já está em análise na Sinfra-MT, que abrirá processo licitatório para viabilização das obras

A Associação dos Produtores do Chapadão do Rio Verde encaminhou projeto para pavimentação de 53 quilômetros da MT-358, no trecho desde o entroncamento com a BR-364, na localidade de Itanorte, até proximidades da Fazenda Branca.

A informação foi repassada por representantes do governo estadual durante reunião entre o vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta, e o Consórcio intermunicipal do Alto do Rio Paraguai, realizada no último sábado, em Tangará da Serra.

O projeto já está em análise na Sinfra-MT, que abrirá processo licitatório para viabilização das obras, que ocorrerão através de parceria público-privada, a partir de convênio a ser celebrado entre o governo estadual e a Associação de Produtores do Chapadão do Rio Verde.
Ao todo, o projeto prevê 53 quilômetros de pavimentação, divididos em duas etapas, sendo 33 quilômetros a ser executado já a partir deste ano, no período seco.
Trecho
O trecho da MT-358 em questão, localizado no Chapadão do Rio Verde, antigamente compunha o traçado da BR-364.
Segundo produtores locais, as más condições de trafegabilidade no trecho resultam em grandes prejuízos ocasionadas por atoleiros e pela necessidade de reparos emergenciais por conta dos próprios usuários. Com isso, também há atrasos na saída das carretas para escoamento, além de perdas aos caminhoneiros em razão dos dias parados e despesas mecânicas.
As principais culturas no Chapadão do Rio Verde são soja, milho e algodão, cujas lavouras ocupam cerca de 120 mil hectares. As demais culturas são arroz, girassol, milho pipoca e feijão, que somam perto de oito mil toneladas, além da produção de cinco hectares de eucalipto e 10 mil cabeças de gado.
Para se ter uma ideia, há quatro anos (2016), o faturamento com a safra na região do Chapadão passou dos R$ 500 milhões, gerando uma arrecadação de R$ 7,4 milhões com o Fundo Especial para o Transporte e Habitação (Fethab), sem contar o transporte de gado. A atividade produtiva na localidade resulta em aproximadamente 1.000 empregos diretos.
MT-488
O governo do Estado deverá firmar parceria, também, com produtores rurais de Campo Novo do Parecis, Brasnorte e Nova Maringá. O objetivo é a pavimentação da MT-488.
A confirmação é do presidente da MT Par, Wener Santos. Segundo ele, as obras também serão viabilizadas através de convênio entre o governo estadual, prefeituras e associação de produtores. “Estamos formando outra grande parceria para pavimentar mais uma importante rodovia que serve a uma região de alta produção”, disse Wener.
A MT-488 segue de Campo do Parecis a Tapurah, passando pelo território do município de Brasnorte e, também, pela cidade de Nova Maringá, num total de 200 quilômetros. A extensão da estrada a ser pavimentada ainda será definida, mas deverá compreender ao menos parte dos trajetos entre Campo Novo do Parecis e o município de Brasnorte (69,84 km) e, daí, até Nova Maringá (42,35 km).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui