Parque Nacional de Chapada dos Guimarães — Foto: Gcom/MT – Rafaella Zanol

Por Flávia Borges, G1 MT

O inquérito foi instaurado pela procuradora Marianne Cury Paiva e publicado no Diário Oficial do MPF na terça-feira (26).

De acordo com o MPF, o ICMBio lavrou dois atos de infração em desfavor do advogado.

Conforme a procuradora, “cabe ao Ministério Público a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis, conforme preceitua o artigo 127 da Constituição da República e função institucional do Ministério Público zelar pelo efetivo respeito dos Poderes Públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos constitucionalmente assegurados, assim como promover inquérito civil e ação civil pública para a proteção dos direitos difusos e coletivos, tal como determina o artigo 129 da Constituição Federal”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui