Chelis Nonato venceu a Covid-19 (Imagem: Arquivo pessoal)

“Eu venci essa Covid! Resisti à solidão do isolamento, a angústia pela minha mãe, resisti a minha mente inquieta, porque é dela que eu tenho mais medo”. Assim define, Chelis Nonato, moradora de Tangará da Serra, os momentos de tensão que viveu, juntamente com sua mãe ao longo de várias semanas.

Chelis e a mãe, Dona Teresa, que mora em Denise, contraíram o coronavírus (COVID-19) e enfrentaram momentos difíceis, com muita angústia e luta para superar os obstáculos propostos pela doença. Em entrevista ao Tangará em Foco ela contou que foi diagnosticada com o vírus no dia 26 de maio, desde então ficou sozinha, isolada na casa de sua mãe, que também estava infectada e chegou a ir para uma UTI. “Provavelmente contraí dela”, suspeita.

“O desafio maior do isolamento foi sem dúvidas enfrentar a minha mente, pois estava muito abalada por conta da minha mãe, que se encontrava hospitalizada numa UTI do Hospital Metropolitano de Várzea Grande, justamente por causa dessa doença e ela sendo cardíaca e hipertensa me deixou com muito medo e frustração. Eu só pensava nela”, relata Chelis, que sofre de transtorno de ansiedade. “Mas foi muito duro. Tava quase enlouquecendo”, diz.

Apoio de familiares e amigos foi fundamental para vencer a doença (Imagem: Arquivo pessoal)

Além do desafio interior e da angústia pela luta de sua mãe, Chelis conta que ainda era submetida a comentários desnecessários, infundados, que não somam em nada. “Escutei muitas coisas infundadas que me disseram que muita gente estava comentando. Porém graças a Deus consegui filtrar somente o que me ajudava a levantar e a ter esperanças”, diz.

Um dia depois de concluída a sua quarentena, Chelis recebeu a notícia que mais aguardava. Sua mãe, Dona Teresa, deixava a UTI em Várzea Grande, curada e pronta para voltar para casa. “Hoje minha maior felicidade é ter minha mãe de volta em casa. E vencemos essa doença, graças a Deus!”, comenta.

Agora, com a rotina voltando ao normal, Chelis e a mãe, Teresa, agradecem ao apoio divino, dos amigos e dos familiares, pilares fundamentais para o enfrentamento a esse vírus que tem causado tanta dor e sofrimento aos seres humanos no mundo inteiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui