Imagens recebidas pelo Tangará em Foco na manhã desta quarta-feira, 10, mostram centenas de servidores públicos em situação de risco nos corredores da Prefeitura de Tangará da Serra, enquanto aguardam na fila para bater o ponto.

Enquanto exige, cobra e ameaça responsabilizar e até multar comerciantes e moradores, a gestão municipal, comandada pelo prefeito Fábio Junqueira (MDB), faz vistas grossas diante da aglomeração de pessoas no espaço público.

Com medo de perseguição por parte do chefe do Executivo, os servidores se calam e cumprem seus deveres para com a comunidade, porém sabem que estão em risco.

Informações que não são confirmadas pelo setor de saúde municipal, que se nega a atender a imprensa, afirmam que há servidores da Prefeitura cumprindo quarentena, sendo que um deles faz tratamento contra a doença, esperando resultado de exames. Mesmo diante disso, o Paço Municipal não passou por higienização, o que é exigido de empresas, com ameaça até de fechamento caso haja casos registrados.

O Tangará em Foco apurou que, além de filas e aglomeração, a Prefeitura não faz nenhuma das exigências que aplica ao comércio. Por exemplo, para ficarem abertas, lojas precisam cumprir uma série de determinações, como aferição de temperatura dos funcionários, uso de álcool gel para clientes, além de obrigatoriedade de uso de máscaras, enquanto na Prefeitura pouco é feito para garantir segurança à saúde de servidores e demais cidadãos.

O Tangará em Foco, mais uma vez, não conseguiu um posicionamento do Executivo Municipal em relação à situação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui