- Foto: Foto: Assessoria SES-MT

Da RedaçãoApós as informações de retorno do secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, à Câmara Municipal – reassumindo a função de vereador – o Executivo estadual emitiu nota confirmando a decisão do gestor da Pasta que deve voltar a comandar o setor da Saúde na próxima segunda-feira (9).

A nota observa que “de acordo com o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, Gilberto reassumirá o cargo de secretário na próxima segunda-feira (09.03)”.

A estratégia deve colaborar no campo dos que defendem o vereador Abílio Júnior (PSC) no processo de sua cassação – considerando estar marcada para amanhã a sessão extraordinária que deverá votar a matéria.

Confira a nota do Governo na íntegra:

“O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, retornará à função de vereador de Cuiabá nesta sexta-feira (06.03), para que possa atuar na Casa de Leis. De acordo com o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, Gilberto reassumirá o cargo de secretário na próxima segunda-feira (09.03).

O pedido de exoneração do secretário foi publicado no Diário Oficial do Estado, que circula nesta quinta-feira (05.03). Mediante a decisão, a atual secretária adjunta executiva da SES, Danielle Carmona, conduzirá a gestão da pasta durante o período.

Gilberto assumiu o cargo de secretário no ato de posse do governador Mauro Mendes, no dia 1º de janeiro de 2019. Entre as principais ações que ele desenvolveu frente à pasta, estão a retomada da gestão dos Hospitais Regionais de Rondonópolis e Sinop e a reforma e modernização de seis hospitais da rede pública estadual (Sorriso, Sinop, Várzea Grande, Rondonópolis, Cuiabá e Alta Floresta).

Além desses feitos, o gestor ainda atuou na requisição administrativa e reabertura do Hospital Estadual Santa Casa e na retomada do serviço de transplante de rins em Mato Grosso.

Desde o início da atual gestão, a equipe comandada por Figueiredo conseguiu colocar em dia os repasses da saúde para as prefeituras e já iniciar o pagamento dos passivos de gestões passadas.” Por Foco Cidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui