Por  Allan Pereira

O advogado Carlos Melgar é responsável pela defesa do jovem Osmar Augusto Dallastra Martinelli, filho da prefeita de Sinop, Rosana Martinelli

A S10 é da família da prefeita de Sinop (a 500 km de Cuiabá), Rosana Martinelli (PL), e as informações iniciais apontavam que seu filho Osmar seria o motorista – a versão foi negada, em nota, instantes depois das primeiras reportagens.

O advogado Carlos Melgar, que defende Osmar e G.R., afirma que o amigo do filho da prefeita já fez o esclarecimento à Polícia Civil. “Ele já foi à delegacia, prestou o depoimento e assumiu que estava no volante”, disse ao Informações preliminares apontam que a S10 perdeu controle e bateu em um caminhão de carga, que estava estacionado na rua. O acidente aconteceu por volta das 5h. A frente da caminhonete ficou destruída e Maria, a DJ, ficou presa nas ferragens. Ela não resistiu e morreu antes do socorro médico. Os cinco jovens, entre eles G.R. e Osmar, ficaram feridos.

No veículo, também foram encontrados garrafas de bebidas alcoólicas e vestígios de maconha. Ao delegado, G.R. nega que tenha ingerido álcool. Sobre uso de drogas ou da maconha encontrada no veículo, não se pronunciou, de acordo com o advogado. Osmar ainda não prestou depoimento.

Carlos aponta ainda uma possível irregularidade para o caminhão de carga, que foi atingido pela S10 da família da prefeita. “Estava mal estacionado. Uma parte estava no meio da rua”, disse. Mas pontua também que o caso irá passar por perícia para comprovar a infração.

Em vídeo, a prefeita Rosana lamentou a morte da DJ, revelou também que o filho Osmar é usuário de drogas e que precisa de tratamento. “Infelizmente meu filho se deixou envolver com as drogas, apesar de todos os cuidados e alertas que fizemos”, disse. O advogado informa que a mãe irá buscar tratamento para o filho em relação a dependência.

Segundo Carlos, a jovem DJ, G.R. e Osmar, que tem 18 anos, são amigos de longa data. Afirma que era comum que o amigo pegasse a caminhonete para dirigir. Pontua que se trata de um acidente, uma casualidade, e que a irregularidade era a quantidade de jovens, 6 no total, que estavam dentro do carro. “Isso estava errado”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui