Assembleia Legislativa de Mato Grosso — Foto: Fablicio Rodrigues/ALMT

Por G1 MT

Com um aumento no número de casos de Covid-19 entre deputados e servidores, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) deverá adotar o lockdown a partir de quarta-feira (24).

A medida foi anunciada pelo presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho.

Na segunda-feira (22), o Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu a posse do deputado. Dessa forma, a nova eleição para a Mesa Diretora foi marcada para essa terça-feira (23), às 19h.

De acordo com Botelho, o fechamento da ALMT é necessário pelos diversos casos da Covid-19 entre os funcionários e deputados.

Dos 24 parlamentares da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), os deputados que já contraíram o coronavírus são: Eduardo Botelho (DEM), Valmir Moretto (PRB), Max Russi (PSB), Wilson Santos (PSDB), Paulo Araújo (PP), Thiago Silva (MDB), Allan Kardec (PDT), Faissal Calil (PV), Elizeu Nascimento (PSL), Dilmar Dal’Bosco (DEM), Nininho (PSD), Carlos Avalone (PSDB), Dr. João (MDB) e Valdir Barranco (PT).

O deputado estadual Valdir Barranco (PT), de 46 anos, que está internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), há uma semana para tratamento da Covid-19, apresentou melhora significativa no quadro de saúde. Ele foi intubado e transferido na noite de domingo (21) para um hospital em São Paulo.

“São vários funcionários com Covid-19. É um ambiente fechado e de muita circulação de pessoas. O lockdown está previsto a partir de amanhã e foi aprovado pela Comissão de Saúde”, afirmou Botelho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui