Hospital está com 220% dos leitos de enfermaria ocupados — Foto: EBSERH

Por Kethlyn Moraes, G1 MT

Além disso, três hospitais estão com mais de 60% dos leitos da enfermaria ocupados. O Hospital Universitário Júlio Muller, em Cuiabá, está com a maior taxa de ocupação em enfermaria: 220%. Os cinco leitos pactuados pelo SUS estão ocupados. Outros seis leitos estão com pacientes infectados com coronavírus.

O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, está com 62% de ocupação e o Hospital Vale do Guaporé, em Pontes e Lacerda, a 483 km da capital, está com 63% da enfermaria ocupada.

Tabela mostra ocupação em hospitais — Foto: Reprodução

Tabela mostra ocupação em hospitais — Foto: Reprodução

Nove hospitais têm entre 30% e 60% das enfermarias ocupadas no estado. Outras 11 unidades têm menos de 30% de ocupação.

A situação dos leitos de UTI está mais crítica. Dos 20 hospitais, 17 estão com taxa maior de 60%. Três deles não têm mais nenhum leito disponível: Hospital e Maternidade Santa Rita (Várzea Grande) e os hospitais regionais de Sorriso e Peixoto de Azevedo.

Hospital Regional Hilda Strenguer Ribeiro (Nova Mutum) e o Hospital Regional Irmã Elza Giovanella (Rondonópolis) estão com 90% de ocupação dos leitos de UTI.

Em seguida estão o Regional de Sinop, com 90%, o Julio Muller (Cuiabá), com 87%, e o Metropolitano (Várzea Grande) com 82%.

Ocupação de leitos de UTI em MT — Foto: Reprodução

Ocupação de leitos de UTI em MT — Foto: Reprodução

Atualmente, entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 292 internações em UTIs públicas e 288 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 73,66% para UTIs adulto e em 34% para enfermarias adulto.

Mato Grosso já registrou, desde o início da pandemia, 217.020 casos confirmados da Covid-19. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), 5.129 pessoas morreram vítimas da doença no estado.

Atualmente, 7.884 pacientes estão em isolamento domiciliar e 202.996 estão recuperados.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (46.803), Rondonópolis (14.892), Várzea Grande (14.206), Sinop (11.489), Tangará da Serra (9.346), Sorriso (9.280), Lucas do Rio Verde (8.576), Primavera do Leste (6.581), Cáceres (5.091) e Nova Mutum (4.514).

Um total de 188.436 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT). Atualmente, restam 313 amostras em análise laboratorial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui